Filarmônica de MG recebe Cláudio Cruz e Daniel Müller-Schott

Nos dias 22 e 23 de novembro, às 20h30, na Sala Minas Gerais, a Filarmônica de Minas Gerais se apresenta com o maestro convidado Cláudio Cruz e com o violoncelista alemão Daniel Müller-Schott, que volta à Orquestra para interpretar obras criadas para o instrumento por compositores russos: Duas peças para violoncelo, op. 20, de Glazunov, e Variações sobre um tema Rococó, op. 33, de Tchaikovsky. Também integram o programa duas composições essenciais de Brahms: Variações sobre um tema de Haydn, op. 56a, e a Sinfonia nº 3 em Fá maior, op. 90.

Na série de palestras sobre obras, compositores e solistas, promovidas pela Filarmônica antes das apresentações, entre 19h30 e 20h, o público poderá assistir aos comentários de Marcus Julius Lander, clarinetista Principal da Orquestra. As palestras são gravadas em áudio e ficam disponíveis no site da Orquestra.

Cláudio Cruz, regente convidado

Cláudio Cruz é Regente Titular e Diretor Musical da Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo. No Brasil, tem atuado como regente convidado em muitas orquestras, entre elas a Osesp, a OSB e as sinfônicas do Paraná, Porto Alegre e a do Municipal de São Paulo. Em outros países, regeu a Sinfonia Varsovia, New Japan Philharmonic, Hyogo PAC Orchestra, Sinfônica de Hiroshima, entre outras. Também no exterior, apresentou-se no Festival de Verão da Caríntia (Áustria) e no Festival Internacional de Música de Cartagena (Colômbia). Em sua discografia estão três álbuns com a Orquestra de Câmara Villa-Lobos, um deles consagrado a obras de Edino Krieger. Com a Sinfônica de Ribeirão Preto, gravou Beethoven e Mozart, aberturas de óperas e obras de Tom Jobim com arranjos de Mario Adnet. O álbum gravado com a Northern Sinfonia e com o renomado violoncelista brasileiro Antonio Meneses, com obras de Elgar e Gál, foi indicado ao Grammy. Violinista consagrado, foi spalla da Osesp entre 1990 e 2014.

Daniel Müller-Schott, violoncelo

Nascido em Munique, Alemanha, Daniel Müller-Schott está entre os melhores violoncelistas de sua geração e pode ser ouvido nos palcos internacionais de maior prestígio, ao lado de importantes maestros e orquestras, entre elas as de Nova York, Chicago e Boston e as filarmônicas de Berlim, Londres e Holanda. Suas interpretações enérgicas combinam brilhantismo técnico e uma grande capacidade emocional. Além do repertório consagrado, Müller-Schott se interessa por trabalhos inéditos e mantém ampla colaboração com compositores contemporâneos, estreando peças em todo o mundo. Possui sólida discografia, recebida com críticas entusiasmadas e prêmios.

SERVIÇO:

Série Presto

22 de novembro – 20h30

Sala Minas Gerais

Série Veloce

23 de novembro – 20h30

Sala Minas Gerais

Cláudio Cruz, regente convidado

Daniel Müller-Schott, violoncelo

BRAHMS              Variações sobre um tema de Haydn, op. 56a

GLAZUNOV         Duas peças para violoncelo, op. 20

TCHAIKOVSKY    Variações sobre um tema Rococó, op. 33

BRAHMS              Sinfonia nº 3 em Fá maior, op. 90

Ingressos:  R$ 44 (Coro) R$ 50 (Balcão Palco) R$ 50 (Mezanino), R$ 68 (Balcão Lateral), R$ 92 (Plateia Central) e R$ 116 (Balcão Principal).

Meia-entrada para estudantes, maiores de 60 anos, jovens de baixa renda e pessoas com deficiência, de acordo com a legislação.

Ingressos para o setor Coro serão comercializados somente após a venda dos demais setores.

Ingressos comprados na bilheteria não têm taxa de conveniência.

Informações: (31) 3219-9000 ou www.filarmonica.art.br

Funcionamento da bilheteria:

Sala Minas Gerais – Rua Tenente Brito Melo, 1090 – Bairro Barro Preto

De terça-feira a sexta-feira, das 12h às 20h.

Aos sábados, das 12h às 18h.

Em quintas e sextas de concerto, das 12h às 22h

Em sábados de concerto, das 12h às 21h.

Em domingos de concerto, das 9h às 13h.

São aceitos cartões com as bandeiras Amex, Aura, Redecard, Diners, Elo, Hipercard, Mastercard, Redeshop, Visa e Visa Electron.

Publicado por Redação

CONCERTISTA é uma revista dedicada à música clássica. Nossa missão é “apresentar a música pelo olhar dos músicos.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.