Conservatório de Tatuí apresenta Ópera “O Sétimo Selo”

Compositor brasileiro João MacDowell transforma filme de Ingmar Bergman em ópera
e adapta texto original em sueco para estrear no Brasil em 14 de novembro

O Teatro Procópio Ferreira do Conservatório de Tatuí tem a honra de sediar, no
próximo dia 14 de novembro, quarta-feira, a estreia nacional da ópera “O Sétimo
Selo”, escrita pelo compositor brasileiro João MacDowell. A produção conta com a
participação do Coro e da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí e será
reapresentada no dia 17 de novembro no Centro Cultural Baía dos Vermelhos,
município de Ilhabela/SP.

Segundo os realizadores, o projeto “Conexão Bergman” une cinema e ópera numa
coprodução cultural de excelência internacional, e promove um expressivo
intercâmbio artístico que conta com profissionais do Brasil, Suécia e Estados Unidos
para a primeira apresentação mundial da versão completa da nova ópera com coro,
solistas e orquestra. O Coro e a Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí, sob a
regência do maestro tatuiano Edson Beltrami, unem-se ao diretor de palco sueco,
Bengt Gomér – que dirigiu “Turandot” de Puccini, no Dalhalla Opera com a soprano
Nina Stemme no papel principal.

Além de Gomér, sete solistas suecos estarão na montagem brasileira, ao lado dos
artistas locais: a soprano dramático Pauline Pfeifer no papel de “A Morte”, a soprano
Johanna Martell no papel de “Mia”, o tenor Michael Axelsson no papel de “Jof”, a
mezzo-soprano Linnea Andreassen como o “Escudeiro Jons”, Bjorn Larson no papel do
“Monge Raval”, Maria Demérus no papel da “Bruxa Tyan” e o Barítono David Wijkman
no papel do cavaleiro “Antonius Block”.
Além do concerto que será realizado no Conservatório de Tatuí, com entrada gratuita,
o projeto terá uma extensa programação na Capital da Música, incluindo workshop de
produção fonográfica com o compositor João MacDowell e José Carlos Pires Junior,
coordenador educacional da Fatec Tatuí, e master classses com o compositor e os
solistas suecos.

De Tatuí, o “Conexão Bergman” segue para Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, no
dia 16 de novembro, onde haverá a exibição do filme “O Sétimo Selo” de 1957 e uma
mesa redonda sobre o processo de transcrição do filme em ópera com a participação
de João MacDowell. E no dia 17 de novembro, apresentação completa da ópera no
Centro Cultural Baía dos Vermelhos, com ingressos a partir de R$ 37,50.
Ópera e Cinema – O compositor João MacDowell desenvolveu a ideia de levar “O
Sétimo Selo” para o palco a partir de residências artísticas na casa de Bergman, na Ilha

de Fårö (Suécia), em 2014 e 2015. “Eu estava na casa dele, podendo trabalhar na mesa
do escritório dele, com acesso irrestrito ao seu estúdio de música, sua biblioteca,
videoteca, sala de meditação e todos os arquivos. O natural era pensar em quais filmes
dariam uma boa ópera”, relembra MacDowell. Vale ressaltar que outra obra de
Bergman, “Gritos e Sussurros”, já havia sido vertida em ópera pelo compositor
brasileiro em 2014.

Na Suécia – No verão europeu de 2018, “O Sétimo Selo” estreou na Suécia.
“Trabalhamos em parceria com o Teatro Dramático Real (Dramaten) e com o Museu
de Arte Moderna de Estocolmo, essas são as instituições de maior prestígio no país.
Esses concertos foram parte do Festival Bergman 2018 em comemoração ao
centenário do diretor”, frisa MacDowell. A partir de 2019, “O Sétimo Selo” deverá
entrar no circuito internacional da ópera, com conversas em andamento para as
temporadas da Suécia, Polônia e Alemanha, incluindo também cidades brasileiras.
João MacDowell – O maior jornal sueco, o Dagens Nyheter, chamou MacDowell de
“um novo pensador no gênero da ópera”. Autor de cinco óperas, o compositor
constroi uma carreira que vai do punk rock à música clássica, passando pela bossa
nova e música eletrônica. Radicado em Nova Iorque, é autor das óperas “Tamanduá”
(2008), “Plastic Flowers” (2012), “Gritos e Sussurros” (2014) e “A Trilogy” (2015). A
exibição de “O Sétimo Selo”, reverberou do outro lado do Atlântico: o jornal The New
York Times afirmou que o fenômeno da transposição da tela para o palco foi
representado no Dramaten por João MacDowell e sua ópera “O Sétimo Selo”.
Sua Sinfonia nº1 – “Um Sonho Brasileiro” – estreou em 2014 com a Orquestra
Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília. Paralelo ao trabalho com a música erudita,
atua no circuito comercial, sendo responsável pela trilha sonora da Copa do Mundo
FIFA 2014 do canal ESPN, transmitida para 67 países.

João é diretor artístico e fundador da International Brazilian Opera Company (IBOC),
uma organização sem fins lucrativos, baseada em Nova York, comprometida com a
criação de um teatro de ópera global que interligue diferentes culturas. Ao estabelecer
uma relação de trabalho com o Brasil, planeja desenvolver a colaboração entre artistas
de ambos países e também viajar nas duas direções com produções completas,
buscando a renovação do gênero operístico.

Conexão Bergman – O projeto Conexão Bergman é uma co-produção Brasil, Suécia e
Estados Unidos, realizado pelo IBOC/NYC em parceria com a Green Point/RN,
Conethics/SP, Teatro Vermelhos e Conservatório de Tatuí, com apoio da Lei Rouanet e
patrocínio da Volvo Cars.

Conservatório de Tatuí – Criado em 1954, o Conservatório Dramático e Musical “Dr.
Carlos de Campos” é uma das mais sérias e bem-sucedidas ações do setor cultural no
Estado de São Paulo. Nesses mais 64 anos de formação e difusão cultural, tornou-se uma das mais respeitadas escolas de música da América Latina, cumprindo a missão de
formar instrumentistas, cantores, atores e luthiers de prestígio internacional.

Apoio cultural – O Conservatório de Tatuí tem apoio cultural de CCR SPVias e Coop.
SERVIÇO

Ópera “O Sétimo Selo”
De João MacDowell, baseada no filme de Ingmar Berman
Coro e Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí
Martinho Lutero, diretor artístico do Coro
Luiz Marchetti, regente assistente do Coro
Marilane Bousquet, preparadora vocal do Coro
Edson Beltrami, regência

Classificação: Livre
Ensaio aberto
Data: 13 de novembro, terça-feira
Horário: 20h00
Cantata
Data: 14 de novembro, quarta-feira
Horário: 20h00
Local
Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí-SP
Entrada gratuita
Classificação: Livre
Reapresentação
Data: 17 de novembro, sábado
Horário: 20h00
Local: Centro Cultural Baía dos Vermelhos, Ilhabela-SP
Ingressos: R$ 75 (meia-entrada R$ 37,50) – 1º Lote Plateia
R$ 90 (meia-entrada R$ 45) – 2º Lote Plateia

Publicado por Redação

CONCERTISTA é uma revista dedicada à música clássica. Nossa missão é “apresentar a música pelo olhar dos músicos.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.